UMA PRÉVIA DA SEGUNDA CONTRATAÇÃO DO BARCELONA – FRIDOLINA ROLFÖ

Não há dúvidas que o Barcelona Feminino tem um dos melhores ataques do mundo. Tendo a dupla de pontas Lieke Martens e Graham Hansen como duas das jogadoras mais importantes do ataque, que comandam os dois lados do campo no 11 Inicial. No entanto, quando se trata da profundidade do elenco, O Barcelona tem poucas peças para ‘repor’ uma eventual lesão de uma das jogadoras que atuam nas pontas. Mariona, é claro, é a opção imediata com sua versatilidade nas funções ofensivas sendo muito participativa no jogo. Mas considerando o fato de que ‘ponta’ não é a sua posição natural, O Barcelona claramente tem uma carência de pontas reservas que são capazes de entrar e cumprir todo o papel em circunstâncias de uma eventual lesão.





Em resposta à essa carência nas pontas, O Barcelona contratou a Sueca Fridolina Rolfö. Nós torcedores do Barcelona a conhecemos bem por ter marcado o único gol do Wolfsburg contra o Barça na semifinal da UEFA Women’s Champions League 19/20, acabando com o nosso coração e mandando o nosso time pra casa. Rolfö, assim como Ingrid Engen, veio do Wolfsburg para o Barça em uma transferência gratuita (fim de contrato). Embora tudo indica que será uma contratação pra gerar profundidade, Rolfö é uma atacante de 27 anos com muitos anos de experiência. A Sua inclusão poderá trazer muita competitividade para vários setores do ataque.


A Carreira da Rolfö vem sendo marcada por lesões nos últimos anos. Ela teve muita falta de sorte por não ter atingido o seu auge após sofrer uma lesão no metatarso lá em 2016. Em boas condições, Rolfö pode ser facilmente uma das melhores em sua posição. No entanto, ela não pôde mostrar o seu potencial máximo no Campeonato Alemão por vários motivos, incluindo as lesões e uma posição de jogo sem muita consistência. Sua produção nesses 4 anos atuando na Alemanha foi bem abaixo da média, ainda sim, muitos clubes como Lyon, Frankfurt e a Juventus estavam interessados em sua contratação. A tentativa do Wolfsburg em tentar segurá-la em um novo contrato acabou não funcionando porque a jogadora decidiu deixar o clube nesta janela ao fim de seu contrato.


*O diretor esportivo do Wolfsburg, Kellermann, revelou os motivos de sua saída:


‘’ Estando saudável, ela é uma das melhores em sua posição. Eu posso entender perfeitamente que após 4 anos na Alemanha, queira conhecer outro país novamente. Você quer experimentar uma nova língua, nova cultura. ‘’


Rolfo aparenta ser uma pessoa que gosta de vivenciar novas experiências. De uma parte remota da Suécia (Kungsbacka com 19.057 habitantes) para uma grande cidade como Munique, e agora a caminho de uma potência global do Futebol, o Barcelona.


*Carreira por clube


Quando era jovem, sua inspiração era a irmã mais velha, Daniella Rolfö. A Carreira da Rolfö começou no IFK Fjärås, ao sul de Kungsbacka. Em 2009, Fridolina subiu um degrau, se juntando ao Tölö IF, equipe da 4ª divisão, que era próximo de sua cidade natal. Ela então deu um grande passo para jogar no Damallsvenskan com o Jitex BK e em 2014 foi jogar no Linköpings FC. Durante os tempos de Linköpings FC, jogou com jogadoras de alto nível como Pernille Harder, Stina Blackstenius e Magda Eriksson. Um dos momentos cruciais no clube foi quando marcou um hat-trick em sua estreia na UEFA Champions league contra o Liverpool. Em 2016, O Bayern de Munique contrata a Rolfö, onde ficou por três temporadas. Na semifinal da Champions league em 2019, ela enfrentou as suas atuais companheiras, o Barcelona, um confronto com teste pra cardíaco, onde o Barcelona acabou avançando para a sua Primeira final de Champions league na história. Rolfö conseguiu a sua ‘vingança’ na temporada seguinte, já atuando no Wolfsburg, marcou o gol da vitória contra o Barça na semifinal da Champions 19/20.


*Carreira Internacional


Rolfö sempre teve uma regularidade com a Seleção da Suécia desde a sua estreia com a Pia Sundhage no comando (na época). Ela estreou na equipe principal contra a Alemanha em 2015, entrando como substituta. Seu primeiro gol com a Seleção foi contra a Polônia em uma partida qualificatória para a Eurocopa de 2017. Com a Suécia, Rolfö já ganhou uma medalha de Prata em Olímpiadas e uma de Bronze na Copa do Mundo de 2019. A Rolfö já enfrentou a Alexia em jogo por Seleção, foi lá em 2012 na Eurocopa sub-19, a Suécia venceu a Espanha por 1-0.


*Qualidades


Pode não ser tão fácil para a Rolfö se adaptar ao estilo de jogo do futebol espanhol, mas o Barcelona tem algumas ideias para encaixá-la em seu sistema de jogo. Ela não é somente ponta. Apesar de ter começado como ponta direita, com o tempo passou a jogar bastante como centro avante e ponta esquerda, tanto na Seleção quanto nos clubes. Rolfö tem uma perna esquerda muito poderosa, mas as vezes falta precisão. Sua estatura e o jogo físico podem ser fator importante para o Barcelona em determinadas situações de jogo. Durante esses 4 anos na Alemanha, ela nunca teve a oportunidade de atuar por um clube que a ideia de jogo é passar o maior tempo possível com a bola. Tanto o Wolfsburg quanto o Bayern optam por um estilo mais direto, totalmente diferente do Barça. Rolfö vai precisar se adaptar ao jogo posicional e ‘aprender’ a criar espaços na ponta, algo que não fazia com tanta frequência nos clubes anteriores.



Como a Engen, Rolfö tem uma tarefa muito difícil em mãos. Ela vai batalhar por uma vaga no ataque, vagas que são ocupadas por três das melhores atacantes do mundo- Jenni Hermoso, Graham Hansen e Lieke Martens. Por regularmente jogar na ponta esquerda, poderá brigar por espaço com a Martens, que teve a melhor temporada da carreira. Por ser uma canhota, Rolfö Também vai precisar ter um bom entendimento posicional com a Alexia naquela faixa do Campo, o que poderia ser um pouco difícil.


Centro avante é uma posição que a Rolfö também pode ser usada eventualmente, com a facilidade no jogo aéreo, pode ser mais uma variedade para o jogo ofensivo da equipe.


Rolfö obviamente pode atuar na ponta direita a fim de gerar um pouco de competitividade para a Graham Hansen. Seria mais uma ótima opção a ser testada para saber se ela se encaixa. Por ter um chute muito forte de longa distância, seria fácil ao realizar jogadas cortando para dentro para usar o seu pé mais forte. Caso consiga atuar na ponta direita, ela terá a oportunidade de mostrar o seu verdadeiro potencial ao Barça e alcançar um nível que vem escapando nos últimos anos.


No papel, Rolfö não parece ser a opção ideal por não ter uma posição específica, abrindo margem para infinitas formas de encaixe (o que pode ser ruim numa equipe muito forte como o Barça), mas, no futebol já vivenciamos casos de jogadoras que superam todas as expectativas contra qualquer probabilidade. A Kheira é um grande exemplo, provou para si e para nós torcedores que era capaz de ter uma vaga na equipe. A Rolfö pode trilhar o mesmo caminho, nos dando uma sensação de surpresa positiva na próxima temporada.